Foco na Medicina
Olá,
Registre-se ou faça login para poder aproveitar ao máximo nosso fórum Wink

REDAÇÃO- TEMA DA 1ª SEMANA

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

REDAÇÃO- TEMA DA 1ª SEMANA

Mensagem por Geo Prado em Qui Fev 04, 2016 12:18 pm

TEMA:
CRESCIMENTO DA POPULAÇÃO IDOSA NO BRASIL E AS CONSEQUÊNCIAS PARA A SOCIEDADE


TEXTO 1:

As condições de vida do brasileiro, apesar das dificuldades ainda enfrentadas, diferem muito daquelas da década de cinqüenta, quando o poeta João Cabral de Melo Neto escreveu Morte e Vida Severina (MELO NETO, 1994,p.144). Na metade do século vinte, este era um país de jovens, com elevadas taxas de natalidade e de mortalidade, em especial a infantil. A grande maioria das pessoas não chegava à velhice, pois morria antes dos 50 anos em decorrência principalmente de doenças infecciosas e parasitárias.

Atualmente, não se pode mais dizer que o Brasil seja um país jovem, já que a Organização Mundial de Saúde (OMS) considera uma população envelhecida quando a proporção de pessoas com 60 anos ou mais atinge 7% com tendência a crescer. De acordo com o Censo Populacional de 2000, os brasileiros com 60 anos ou mais já somam 14.536.029 indivíduos, representando 8,6% da população total. Em Goiás, temos 358.816 idosos, o que corresponde a 7,17% da população do estado (KALACHE, 1998). De acordo com as projeções da OMS, entre 1950 e 20 25, a população de idosos no país crescerá dezesseis vezes contra cinco vezes a população total, o que nos colocará, em termos absolutos, como a sexta população de idosos do mundo (KELLER et al., 2002, p. 1513-1520).
TEXTO 2:

Expectativa de vida do brasileiro aumenta para 74 anos

A expectativa média de vida do brasileiro aumentou para 74 anos e 29 dias (74,08 anos) no ano passado, de acordo com dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgados nesta quinta-feira.
Em comparação a 2010, a esperança ao nascer teve um aumento de três meses e 22 dias (73,76 anos).
Em relação a 2000, o indicador atual mostra um aumento de cerca de 3,65 anos (três anos, sete meses e 24 dias). No período, houve um crescimento anual médio de três meses e 29 dias.
Nos últimos dez anos os homens tiveram um ganho maior em relação às mulheres 3,8 anos contra 3,4.
As Tábuas Completas de Mortalidade para o Brasil são divulgadas anualmente pelo IBGE, sempre até o dia 1º de dezembro, e sãousadas pelo Ministério da Previdência Social como um dos parâmetros para determinar o fator previdenciário, no cálculo das aposentadorias.
Fonte:http://www.proec.ufg.br/revista_ufg/idoso/envelhecimento.html

TEXTO 3:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

FAÇAM SUAS REDAÇÕES E POSTEM AQUI.
avatar
Geo Prado
Administrador
Administrador

Mensagens : 30
Data de inscrição : 29/01/2016
Idade : 31

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum